REVISTA AOS FUNCIONÁRIOS DA FTD NÃO PODE CONSTRANGER OS TRABALHADORES

Trabalhadores e Trabalhadoras da Editora FTD têm reclamado de eventuais excessos cometidos pela empresa no procedimento de revista aos veículos dos funcionários.
Após produzirem riqueza para a empresa durante o honrado expediente, os Trabalhadores são obrigados a submeterem seus carros a revistas.
O Sindicato sugere aos Trabalhadores que a revista nos veículos não deve ser invasiva, pois não se trata de uma blitz da polícia, muito menos os Trabalhadores são suspeitos ou criminosos. Portando,basta abrir o porta-malas, mostrar que não há nada de errado e pronto.
Caso a revista demore mais do que 15 minutos, o Trablhador tem o direito de registrar o ponto novamente e ter seu tempo ressarcido. “Sabemos que a revista nos carros está demorando mais do que o razoável. É inaceitável que após um turno inteiro de Trabalho o funcionário tenha que esperar às vezes mais de 45 minutos para ver seu veículo ser vasculhado pela segurança”, comenta Chiquinho.
Diante dessa situação que é prejudicial aos Trabalhadores, o Sindicato decidiu acionar o Ministério Público e o Ministério do Trabalho para que sejam adotadas medidas cabíveis. “Diante de qualquer tipo de constrangimento ou desrespeito aos direitos trabalhistas os Trabalhadores devem comunicar o Sindicato imediatamente”, conclui Chiquinho.

DSC00424

Leia também...